Site da CBKC Site do Brasil Kennel Club
 
English version
O que voce deve saber para comprar um Pastor de Shetland

Existem mais de 200 raças reconhecidas pela CBKC (Confederação Brasileira de Cinofilia), por que você escolheu um comprar um pastor de  Shetland?
A decisão de aceitar a responsabilidade de ser dono de um cão de raça pura não é para ser tomada às pressas, por impulso. Ao escolher um cão, não se deve levar pela beleza da pelagem, pela cor dos olhos, pelo tamanho ou por determinado cão que está na moda.

Deve-se levar em conta, principalmente, se o temperamento e as características do cão se encaixam com o nosso estilo de vida e com a nossa personalidade.
Um cão saudável estará ao seu lado para compartilhar as alegrias e tristezas por 14 ou 15 anos. (Tempo de vida média de um Sheltie).

Você está preparado para prover este cão com ração de boa qualidade, abrigo apropriado, exercícios, adestramento, escovação semanal, visitas ao veterinário e a vida inteira de companheirismo? Mesmo quando este cão estiver velhinho? Assim como os humanos, ele estará propenso à artrite, catarata, surdez e outros males comuns na velhice.

Na época de férias e viagem, quem tomará conta do cão? Cães nos prendem muito e nos tolhem de muita liberdade. Um filhote não deve ficar sozinho enquanto você estiver fora por muitas horas. Um cãozinho entediado pode destruir e roer objetos dentro de casa. Eu pessoalmente, acho egoísmo das pessoas que trabalham de 8 às 18 horas ou só vivem fora de casa e querem ter um cão. Para essas pessoas, eu sempre recomendo um gato, por ser mais independente e se adaptar mais a este estilo de vida.

O tempo e o esforço gasto selecionando o pastor de Shetland e o criador certo, será um investimento para sua própria felicidade nos próximos anos. Afinal o pastor de Shetland não é uma raça tão barata. Então escolha sábiamente. Qualidade não tem preço. Lembre-se, na maioria das vezes você recebe por aquilo que paga. Aqui vai uma breve descrição de um Pastor de Shetland.


A) Temperamento:
Afetuoso e muito receptivo junto ao dono, mas reservado com estranhos. É um cão ativo que gosta de correr, brincar, pular e jogar bola. Esta raça faz muito bonito no esporte agility. São companheiros e adoram a bagunça que as crianças fazem.
Nunca se esquecendo que um cão não é um brinquedo ou um bichinho de pelúcia.

B) Tamanho:
Uma variedade de tamanhos é possível. De acordo com o padrão oficial da raça, a altura ideal é de 37cm nos machos e 36 cm nas fêmeas . Qualquer excesso de 2,5cm acima ou abaixo desses limites é indesejável para exposições de beleza . É possível se encontrar Shetlands bem acima de 40,5cm, embora fora do padrão, são ótimos pets e companheiros e não deixam de ser cães de raça pura.

C) Cor:
As três cores básicas são o marta  (ou zibeline ), o preto e o azul. Todos com o branco. Os martas são claros ou sombreados, indo do dourado pálido até o acaju intenso. Os pretos: tem-se o bicolor (preto e branco). Os tricolores: preto, branco e castanho. Os pretos e castanhos; sem branco, porém raros de serem encontrados. Os azuis-merles: azul claro prateado, com manchas pretas e cor de mármore.

D) Pelagem:
O pêlo é longo, reto e de textura dura. O subpêlo é macio, curto e cerrado. O cuidado com a pelagem é muito pouco; uma ou duas escovações semanais. Cortar as unhas quando necessário. Banho só é dado ocasionalmente.  É uma raça que não tem aquele cheiro de cachorro muito forte. Eu ensino uma mistura de água, vinagre e álcool em partes iguais no borrifador, antes da escovação para mantê-lo sempre limpo e cheiroso. Os machos têm queda de pelos com menos freqüência do que as fêmeas. As fêmeas perdem muito pelo na época do cio.

E) Inteligência:
É rápido para aprender tudo que lhe ensina. Tem um imenso prazer em agradar as pessoas de casa. É um cão muito obediente, sendo fácil de adestrar.

F) Latidos:
A maioria tem um desejo incessante de latir e latirá para dar alarme se algo inusitado estiver acontecendo.
Deve-se adestrá-lo desde cedo para não latir, evitando reclamações dos vizinhos.

G) Saúde:
A raça em geral é saudável.

O que procurar em um criador
Adquirir um filhote de um criador conceituado é da máxima importância. Um criador deve ser capaz de lhe mostrar o ambiente no qual o filhote foi criado. Visite o canil, examine o filhote e sua vitalidade. Vistorie as condições de higiene do local e da saúde dos outros cães. Desconfie de vendedores que não deixam ver o canil e os cães. Se o lugar for sujo, quente, frio, úmido, agitado ou barulhento demais, o risco de doenças aumenta. O ideal é ver os pais do filhote; pelo menos a mãe. O pai do filhote nem sempre está no local, neste caso deve-se pedir para ver fotografias dele. Conferindo-se a aparência e a personalidade dos pais dá para se ter uma ideia de como o cãozinho ficará quando crescer, mas é bom lembrar que  cruzamento de caes não é como receita de bolo.

Peça ao criador para lhe fornecer uma orientação escrita sobre a alimentação e os cuidados em geral; informação médica (vacinas e vermifugação). O criador tem a obrigação de lhe dar o pedigree assinado e registrado pela CBKC.
Caso o pedigree não esteja pronto, deve-se pedir para ver o protocolo do Kennel Clube local referente ao registro do pedigree.

Um bom criador deve ter conhecimento sobre a raça e ser capaz de lhe responder a qualquer pergunta sobre a raça. O ideal é que o criador esteja levando seus cães para exposições de beleza, conseqüentemente interessado em melhorar a qualidade de seus cães. Atenção:  exposição de cães não é o mesmo que feira de filhotes. Um bom criador deve lhe inspirar confiança. Cuidado com criadores que criam muitas raças; qualidade não é quantidade. O criador consciente só deixa o filhote se separar da mãe após pelo menos  sete semanas.

Acima de tudo... lembre-se , bons criadores são aqueles dedicados a aprimorar  a raça e somente acasalam seus cães quando sentem que podem melhorar a qualidade dos cães já existentes. Cuidado com criadores de fundo de quintal: pessoas que têm cães que não atendem o padrão da raça (cães pets) e os acasalam indiscriminadamente, sem um estudo prévio da linhagem; colocam seus cães para cruzar com apenas o intuito de vender filhotes. 

Tenha cuidado com Pet Shops e/ou feira de filhotes. Existe dúvida quanto a procedência de cães vendidos em Pet-Shops e feiras de filhotes. Qual a garantia se são de raça pura? Um cão de raça pura pode acasalar com um SRD (Sem Raça Definida) e ter filhotes com características de raça pura. Em geral os filhotes são retirados muito cedo da mãe e ficam “enjaulados” sem as normas básicas do bem estar do animal. O filhote não tem a devida socialização com seres humanos, podendo vir a ser um cão adulto com problemas de temperamento e futuros “cães neuróticos”.

A maioria dos filhotes vendidos em Pet Shops e feiras de filhotes provém de fábricas de filhotes: canis que produzem cães em massa, apenas para lucro financeiro ou provem de criadores de fundo de quintal.
Quando você compra de uma Pet Shop ou feiras de filhotes, você está promovendo as fábricas de filhotes, ou criadores que acasalam seus cães sem o mínimo de critério.. Quanto mais eles vendem, mais eles produzem.

Não compre um cão por impulso. Seja paciente. Você logo encontrará o filhote e o criador certo. Às vezes leva-se um pouco mais de tempo, mas a espera será compensadora.

Criadores conceituados podem ser localizados com referências pelos kenneis locais, nos anúncios de revistas especializadas sobre cães. Cuidado com criadores que anuncim no site Mercado Livre.

É bom frisar que existe exceção à regra para tudo. Então use o seu bom senso e julgamento.
Com essas diretrizes, espero ter lhe ajudado e desejo muita sorte para encontrar o amigão especial.
Victor H. Rios.
 

 

 

 

 

 

Untitled Document

Site by Site e Cia